A bíblia no livro de Malaquias afirma: “Trazei todos os dízimos a casa do tesouro para que haja mantimento na minha casa”, nesta época o templo era considerado a habitação (casa) de Deus, local exclusivo onde Deus podia ser encontrado. No Velho Testamento mostra que algumas vezes Deus mudou de “endereço”, no início habitou no Édem, depois habitou no Tabernáculo e por último no Templo edificado por Salomão. No Novo Testamento Deus mudou de endereço mais uma vez, hoje Deus habita no coração do ser humano, Deus mora dentro de nós, “Deus não habita em templos feitos por mãos humanas”.

Nos dias atuais Deus não habita em templos, Deus não habita em igrejas, Deus não mora em nenhum tipo de instituição ou organização religiosa. Hoje esta “casa do tesouro” relatado no livro de Malaquias é o coração do ser humano.

Considerando que atualmente Deus habita no interior do ser humano, então se hoje vamos colocar em prática o texto de Malaquias, devemos separar parte do nosso dinheiro para sustento da habitação de Deus, ou seja, as pessoas, o ser humano. O importante é entender que o dinheiro não seja somente para nosso sustento pessoal, mas também para ajudar aqueles que estão ao nosso redor. Isso sim é dar o dízimo.

A quem devo ajudar? Um colega de trabalho, um projeto da igreja, um desconhecido na rua, um projeto social, entre outros. Dar o dízimo é não deixar ninguém ao nosso redor passar necessidade, afinal não se pode deixar um verdadeiro templo de Deus sofrer. Somos obrigados a separar parte do nosso dinheiro para ajudar as pessoas? Claro que não, isso é uma questão de escolha. Amar é uma escolha. Escolha amar o próximo, e dê o dízimo para sustendo destes que hoje estão próximos a você.

Então é errado dar dinheiro na igreja? Não, é óbvio que não. Se você faz parte de uma instituição religiosa, é muito importante você ajudar esta instituição a pagar suas despesas e investimentos. Lembrando que você mesmo será beneficiado pela estrutura da instituição religiosa. Mas faça isso por escolha, por simplesmente querer fazer parte do grupo de pessoas que bancam financeiramente a instituição. Nunca dê dinheiro na igreja com o objetivo de receber algo em troca. Nunca faça parte de uma igreja no qual você não confia na administração financeira de seus líderes. Nunca se considere dono de uma instituição simplesmente por dar parte do seu dinheiro a ela. Nunca dê dinheiro na igreja com base na argumentação de ser um mandamento (ordem) de Deus. Deus nunca deixa de abençoar alguém só porque este não deu dinheiro na igreja e também nunca irá castigar ninguém por isso. Mas se você escolher dar dinheiro na igreja, que seja pensando nas pessoas que serão ajudadas por este dinheiro, dê dinheiro somente para instituições sérias que estão dispostas a usar tal recurso para beneficiar aqueles que precisam de verdade.